Quem manda?! O cliente tem o queijo…

Olá,

No post anterior compartilhei uma experiência de atendimento – PROCOM? PRA QUÊ? – e disse que no próximo falaríamos um pouco sobre empresas, clientes, relacionamento. Bem, cá estamos!

O foco no consumidor é a principal diretriz daqueles que querem obter algum diferencial. Pensando no (por que não dizer: como o) consumidor, observando com seus olhos os serviços, os produtos que a empresa oferece tem-se o caminho para perceber onde é possível agregar valor e tornar a empresa mais do que um mero fornecedor para o cliente.

A teoria é muito bonita. Deve estar em diversos livros, artigos, blogs, e milhares de canais por ai afora, mas está longe de ser praticada pelas empresas que estão no mercado, sejam elas grandes nacionais, multinacionais ou pequenas. O foco da maioria é lucro – o que claro não é errado, afinal vivemos no capitalismo e $ é bom e todo mundo agradece quando ganha – mas o caminho que se decide trilhar para alcançá-lo que trará sustentabilidade ou não ao seu negócio.

Manter um relacionamento com o cliente, apesar de trabalhoso, dificultará a idéia de buscar outro prestador e, ainda, a perda para o concorrente e, ainda, fará com que ele se torne um propagador de sua marca/produto/serviço.

Veja o caso do Jailson, o taxista. Temos milhares de taxis pelas ruas de São Paulo, mas o Sr. Jailson chegou a um nível percepção da necessidade do cliente e diferenciou seu serviço/produto a fim de criar uma experiência única ao usuário.

Uma série de lições pode ser aprendida e Ludmila Rossi (a cliente satisfeita, que é propagadora) citou muito bem em seu post sobre a experiência da corrida (veja aqui)

Em pensar que as empresas dão “murros n’água” tentando serem inovadoras, tecnológicas e tantas outras coisas mais para criar algo novo, que chame a atenção de seus clientes e não são tão bem sucedidas (aliás, nada bem sucedidas) porque não têm seus olhos direcionados às necessidades de seus usuários, em como seu produto/serviço é visto/percebido/utilizado.

“O cliente tem o queijo, agora pare de usar uma tesoura para tentar cortá-lo.” Sara Batista (euzinha)

POR ENQUANTO, NA VIDA REAL – DA MAIORIA – O ATENDIMENTO AO CLIENTE CONTINUA ASSIM:

Inovação em tecnologia. É isso que seu cliente precisa? Otimize o processo para facilitar a vida dele e não apenas a da empresa.

Mais em:
Entrevista na SuperInteressante
JaTaxi
Curso em Mkt de Serviço (fiz e recomendo)

Algum comentário? Deixe sua opinião, considerações, dicas e blablabla whiskas sache logo abaixo. 😉

Até mais,

@Sara_Batista

Anúncios
Etiquetado , , , ,

2 pensamentos sobre “Quem manda?! O cliente tem o queijo…

  1. Jessica da Mata disse:

    I Liked it ! Very Nice ^^

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: